Home / Região dos Lagos / Operação conjunta combate transporte clandestino em Rio das Ostras

Operação conjunta combate transporte clandestino em Rio das Ostras

Veículos flagrados foram apreendidos e encaminhados
ao Depósito do Detro. Os condutores dos veículos foram
 conduzidos para as medidas cabíveis. Fotos: Celso Avila

A operação
reuniu forças de segurança de Rio das Ostras e Casimiro de Abreu, além do DETRO
e da 128ª DP de Rio das Ostras.

Além de expor
em risco a sociedade, o transporte clandestino afeta a segurança viária e traz
prejuízos financeiros aos prestadores regulares do Sistema de Transporte
Público. Na manhã desta quarta-feira, dia 7, uma operação conjunta
foi articulada na Barreira Sanitária em Barra de São João, distrito de
Casimiro de Abreu, para combater o transporte irregular de passageiros. Na
ação foram apreendidos 12 veículos, 10 condutores foram conduzidos para as
medidas cabíveis e dois deles evadiram-se, deixando os veículos.
  

Participaram da
ação a Secretaria de Segurança Pública de Rio das Ostras, o Departamento de
Transporte Rodoviário- Detro, a Secretaria de Ordem Pública de Casimiro de
Abreu e também a 128ª Delegacia de Polícia de Rio das Ostras. 

Na ocasião,
todos os veículos que foram flagrados realizando transporte remunerado de
passageiros sem autorização foram apreendidos e encaminhados ao depósito
público do Detro, no Rio de Janeiro. A multa é estabelecida pelo
Decreto Estadual nº 45.859, no valor de R$ 3.627,00 mais as taxas de reboque e
diária do veículo. Sendo reincidente, a multa passa a ser dobrada.

O Secretário de
Segurança Pública de Rio das Ostras, Marcus Rezende, contou que o
transporte clandestino coloca em risco a vida dos passageiros. 

“Muitos desses
veículos estão em estado de conservação precário, além disso, os infratores não
tem compromisso com questões regulamentadas, tais como inspeção veicular
prévia, antecedência criminal dos motoristas, itens e equipamentos obrigatórios
como pneus, extintor de incêndio, cinto de segurança e, principalmente, a não
observância aos direitos dos usuários”, destacou Marcus Rezende.

Fonte: Rio das Ostras Jornal

Origem.