Home / Noroeste Fluminense / Operação apreende 460 kg de carne sem condições para o consumo em São Francisco de Itabapoana, no RJ

Operação apreende 460 kg de carne sem condições para o consumo em São Francisco de Itabapoana, no RJ


De acordo com a Defesa Agropecuária, os alimentos estavam sem refrigeração e em péssimas condições de higiene. Operação apreende 460 KG de carne sem condições para o consumo em São Francisco de Itabapoana, no RJ
Divulgação/Defesa Agropecuária Estadual
Técnicos da Defesa Agropecuária Estadual, juntamente com o Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv), apreenderam 460 kg de carne bovina nesta quarta-feira (16), no km 66 da RJ-224, em São Francisco de Itabapoana, no Norte Fluminense. O material era transportado em um caminhão, de forma irregular.
De acordo com a Defesa Agropecuária, os alimentos estavam sem refrigeração e em péssimas condições de higiene.
No local, foi constatada a infração sanitária, caracterizada pelo abate clandestino e transporte irregular, já que a carne estava em uma lona preta no baú do veículo, segundo a polícia.
“O recomendado é que o consumidor compre produtos de origem animal como queijos, carnes, linguiças, somente de estabelecimentos que sejam devidamente registrados e com o selo oficial do serviço de Inspeção,” orientou o Superintendente da Defesa Agropecuária, Paulo Henrique de Moraes.
A operação de fiscalização em barreiras agropecuárias vem acontecendo há pelo menos dois meses em todo o estado, inclusive nas divisas entre o Rio de Janeiro, Espirito Santo, Minas Gerais e São Paulo, segundo o órgão.
O objetivo é coibir o transporte irregular de forma fraudulenta e o abate clandestino, além do crime de furto.
A fiscalização
Defesa Agropecuária Estadual tem realizado fiscalizações constantes no Norte Fluminense para coibir transporte irregular de alimentos
Divulgação/Defesa Agropecuária Estadual
De acordo com a Defesa Agropecuária, durante os meses de agosto e setembro a fiscalização está sendo intensificada nos municípios de Campos, Laje do Muriaé e Itaperuna.
As ações tiveram início nas rodovias estaduais RJ 238 e RJ 216, em Campos dos Goytacazes.
Os agentes abordaram os veículos transportando gado vivo e produtos de origem animal, analisaram a idoneidade da documentação sanitária, que acompanhava a carga e se a quantidade de animais informados nos documentos conferia com a do veículo bem como a origem e destino desses animais.
Já nas cargas de produtos de origem animal, foram verificados os registros dos produtos, condições sanitárias de transporte e a refrigeração de todos os itens, segundo o órgão.
Defesa Agropecuária Estadual tem realizado fiscalizações constantes no Norte Fluminense para coibir transporte irregular de alimentos
Divulgação/Defesa Agropecuária Estadual
As principais infrações registradas até o momento, segundo os técnicos da Defesa Agropecuária, foram: cargas com destino a capital e a região de Campos, foram identificadas também cargas com bovinos sem a documentação (nota fiscal e GTA).
Ainda segundo a Defesa, em todos os casos, foram registrados auto de infração, registro de ocorrência, termo de notificação e retorno à origem da carga viva ou de inutilização, para os produtos de origem animal impróprios para o consumo. Neste caso, uma empresa especializada recolhe os produtos impróprios e dá a destinação ambiental e sanitária adequadas.
“O trabalho das barreiras agropecuárias é muito importante para a sanidade animal e vegetal do que transita no estado e também para a garantia da qualidade dos produtos consumidos pela população fluminense,” afirmou o secretário Marcelo Queiroz.
A operação de fiscalização em barreiras agropecuárias deve continuar acontecendo em dias alternados sem data para terminar.

Fonte: G1 (Noroeste Fluminense)

Origem.