Home / Noroeste Fluminense / Chuvas deixam mais de 100 desalojados e desabrigados em Miracema

Chuvas deixam mais de 100 desalojados e desabrigados em Miracema

Fevereiro é o mais chuvoso em 11 anos, quando a Defesa Civil começou a monitorar o acumulado
Vila Eiras foi um dos bairros mais atingidos em Miracema (Foto: Divulgação)
   105 pessoas ficaram desalojadas e outras 4 desabrigadas em Miracema por conta de deslizamentos e das cheias dos ribeirões Santo Antônio, Moura e Bonito. Todos os ribeirões deságuam no Rio Pomba, em Santo Antônio de Pádua.

   Segundo o coordenador de Defesa Civil, Claudio Martins, os desalojados foram levados para casa de parentes, mas já voltam para suas casas. O nível do ribeirão Santo Antônio, que corta o centro de Miracema, baixou nesta sexta-feira (14).

   “Esse número de desabrigados foi devido a deslizamentos de terra, e com a possibilidade de mais deslizamentos foi aconselhado abandonar o imóvel”, explicou Claudio.   

   Miracema registrou o maior acumulado de chuva em todo o Noroeste Fluminense nesta quinta-feira (13). Foram 139 milímetros em 24 horas, o equivalente a 151% da média de todo o mês de fevereiro. O acumulado nesta quinzena é de 203,4 mm e já faz do mês o mais chuvoso desde 2009, quando começou o monitoramento.
Fonte: Folha Itaocarense

Origem.