Home / Região dos Lagos / Ex de artista plástica que confessou ter incendiado casa com ela e amiga trancadas é levado para presídio

Ex de artista plástica que confessou ter incendiado casa com ela e amiga trancadas é levado para presídio

Suspeito foi
transferido da delegacia de Nova Friburgo para uma
 unidade prisional no Rio de Janeiro — Foto:
Felipe Basilio/Inter TV
Caso
aconteceu em Nova Friburgo (RJ) e o suspeito foi preso em flagrante. Mulheres
tiveram mais de 80% dos corpos queimados e estão internadas em estado grave.
O homem que
confessou ter trancado a ex-companheira e uma amiga dela no banheiro de uma
casa e incendiado
o imóvel
 foi transferido para uma unidade prisional no Rio de
Janeiro na manhã desta quarta-feira (9).
O caso
aconteceu na noite de segunda (7) em Nova Friburgo, na Região Serrana, e o
suspeito foi preso em flagrante na madrugada de terça (8). A artista plástica e
a amiga tiveram mais de 80% dos corpos queimados e estão internadas em estado
grave.
Segundo a
Polícia Civil, Rodrigo Alves Marotti, de 30 anos, contou aos investigadores que
tinha uma sociedade com a ex, de 47 anos, e que ela não estava cumprindo a
parte dela no acordo após o fim do relacionamento, o que o levou a perder a
cabeça.
Ex confessou
ter trancado e ateado fogo em mulher e amiga
 em Nova Friburgo, no RJ — Foto:
Reprodução/Facebook
O caso
aconteceu no distrito de Mury e o homem fugiu no carro de uma das vítimas e
acabou se envolvendo em um acidente. O suspeito buscou ajuda em posto da
Polícia Militar em Lumiar e os agentes o trouxeram para a delegacia.
O Corpo de
Bombeiros informou que foi acionado, mas quando chegou ao local as vítimas já
tinham sido retiradas do imóvel com ajuda de vizinhos.
As mulheres
foram encaminhadas para o Hospital Municipal Raul Sertã.
De acordo com a
unidade, a ex-mulher do suspeito deu entrada em estado grave e foi transferida
para um hospital da rede privada da cidade.
Segundo o
hospital, ela está em estado gravíssimo, com 80% do corpo queimado. A unidade
informou que a vítima foi traqueostomizada e está respirando com ajuda de
aparelhos.
Casa foi
incendiada em Nova Friburgo, no RJ
 Foto: Ádison Ramos/Inter TV
Já a amiga da
mulher, Daniela Mousinho da Silveira, de 47 anos, teve 90% do corpo queimado e
foi transferida às 13h30 desta terça para o Hospital Estadual Melchiades
Calazans, em Nilópolis, que é referência em tratamento de queimados.
De acordo com a
direção do hospital, a paciente apresenta estado de saúde grave.
Testemunhas
contaram à equipe de reportagem da Inter TV que Alessandra foi agredida pelo
ex-companheiro antes da casa ser incendiada.
“Quando eu
saí eu vi que estava pegando fogo em uma das janelas da casa. Uma gritaria
danada. Depois eu tentei ajudar , mas como a parte de cima não tem alvenaria,
mas muita madeira, então pegou fogo a parte de cima toda, né”, disse uma
testemunha que não quis ser identificada.
A Polícia Civil
disse que o homem vai responder por tentativa de feminicídio e o caso está
sendo investigado na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam).
G1 tenta contato com a defesa do
suspeito.
Por Amaro Mota e Felipe Basilio, G1 
Nova Friburgo

Fonte: Rio das Ostras Jornal

Origem.