Home / Noroeste Fluminense / ANP, Marinha e Ibama criam sala de crise após vazamento de óleo na Bacia de Campos, no RJ

ANP, Marinha e Ibama criam sala de crise após vazamento de óleo na Bacia de Campos, no RJ

Dez embarcações ajudaram a combater a poluição na região nesta quarta-feira (28) depois do vazamento de 7,8 mil litros de óleo. Deste total, 1,2 mil litros já tinham sido recolhidos. A Agência Nacional de Petróleo (ANP), Marinha e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) criaram nesta quarta-feira (28) uma sala de crise após o vazamento de 6,6 mil litros de óleo na Bacia de Campos, além de 1,2 mil litros que já tinham sido recolhidos.
Segundo a ANP, o vazamento foi provocado por trincas no casco do navio. Na manhã desta quarta (28), a Agência informou que foi feito um sobrevoo no local e foi constatada redução do óleo vazado para 400 litros.
A ANP disse ainda que dez embarcações participaram do apoio e combate à poluição na região.
A embarcação “Cidade do Rio de Janeiro” é operada pela empresa Modec, terceirizada da Petrobras.
Na noite desta quarta, a empresa disse que uma equipe vai avaliar as condições da embarcação e determinar a melhor estratégia para concluir o descomissionamento e remover a plataforma.
Ao todo, 107 funcionários foram retirados da embarcação. Segundo a Modec, a embarcação encerrou seu ciclo de produção em julho de 2018 e está em processo de desmobilização desde então.
O G1 aguarda resposta do Ibama para saber quais foram os danos ambientais causados pelo vazamento e o que será feito para diminuir este impacto.
Veja outras informações da região no G1 Norte Fluminense.

Fonte: G1 (Noroeste Fluminense)

Origem.