Home / Região dos Lagos / Fernández classifica Bolsonaro como racista e misógino

Fernández classifica Bolsonaro como racista e misógino

“Lula
deveria estar livre para poder concorrer a uma
 eleição com ele”, disse Fernández sobre
Bolsonaro.
O candidato esquerdista à
Presidência da Argentina, Alberto
Fernández, respondeu, nesta segunda-feira (12), às declarações feitas
por Jair Bolsonaro e
chamou o presidente do Brasil de
racista e misógino.
Um dia após uma vitória retumbante nas eleições primárias,
Fernández, que tem como vice em sua chapa a ex-mandatária Cristina Kirchner, concedeu entrevista
ao programa de TV argentino Corea del Centro.
Durante a sua participação,
segundo o jornal Folha de S.Paulo, o oposicionista disse que o
presidente brasileiro é um “um racista, um misógino e um violento que é a favor
da tortura”. E acrescentou: “que alguém assim fale mal de mim é algo que eu
celebro”.
O candidato alinhado à extrema
esquerda defendeu ainda o condenado Lula da Silva (PT), afirmando que gostaria de dizer a
Bolsonaro que “Lula deveria estar livre para poder concorrer a uma eleição com
ele”.
Fernández citou ainda o ministro
da Justiça e Segurança Pública, Sergio
Moro
: “como posso acreditar na sentença de um juiz que depois vira
ministro do candidato que era rival de Lula?”.
Mais cedo, ainda na segunda-feira
(12), durante visita ao Rio Grande
do Sul
, Bolsonaro disse que não queria “irmãos argentinos fugindo para o Brasil caso a
chapa de Kirchner consiga tirar o atual presidente Mauricio Macri do poder na Argentina.
RENOVA Mídia.

Fonte: Rio das Ostras Jornal

Origem.