Home / Região dos Lagos / Soul, Funk & Groove dão continuação à sonoridade do Rio das Ostras Jazz e Blues Festival

Soul, Funk & Groove dão continuação à sonoridade do Rio das Ostras Jazz e Blues Festival

Foto Divulgação

Músico
Daniel Floripan lança CD no Teatro Popular, na mesma semana do tradicional
evento do município
Está chegando a
data do melhor Festival de Jazz e Blues do País, de 20 a 23 de junho, mas a
sonoridade em Rio das Ostras não acaba neste dia. Na mesma semana, dando
continuação à “vibe” musical, o carioca Daniel Floripan promete oferecer muito
soul, funk e groove no Teatro Popular. O músico, morador da cidade há 14 anos,
lança seu primeiro álbum de canções autorais, na quinta-feira, 27, quando
também gravará o DVD do show “Vida Boa”.  
Sua influência
de funk e soul vem de muita audição de artistas e bandas como Earth, Wind &
Fire, Kool & The Gang, Banda Black Rio, misturando-se ao som de Stevie
Wonder, James Brown, George Benson, Gilberto Gil, Tim Maia, entre tantos
outros.
Ao longo de 12 anos,
tempo em que conseguiu, entre duas graduações – História e Música, um concurso
público e o casamento, Daniel Floripan vem dedicando-se às suas composições e
conseguiu gravar o CD que será apresentado ao público. 
Com
participações especiais que ainda são surpresas, o show conta com uma “gig”
completa, composta por baixo, bateria, guitarra e teclado. Quem estiver
presente vai ouvir arranjos modernos e suingados nas faixas autorias, além da
interpretação de algumas canções já consagradas por artistas nacionais e
internacionais.
Daniel Floripan
conta que a maior motivação para o lançamento do CD “Vida Boa” ainda neste ano
foi o falecimento prematuro de um dos seus maiores ídolos, o baixista
Arthur Maia, que participou de diversas edições do Rio das Ostras Jazz e Blues.
“Ele era genial
e proativo. Gravou muito e tocou com os melhores da música. Tenho todos os
álbuns do Arthurzinho. A passagem dele para outro plano mexeu comigo,
me causou reflexão e me deu o ‘start’ para acelerar a iniciativa de também
deixar um legado, no caso, o meu primeiro CD. Pensei: ‘Se eu já tenho um
trabalho pronto, por que não lançar?’”.
Administrada
pela Fundação de Cultura, a Casa do Jazz, espaço que oferece um casting
alternativo todos os anos durante o Festival, já está sendo chamada pelo nome
do músico, em homenagem ao legado que Arthur Maia deixou e sua relação com o
município.
O Festival de
Jazz e Blues se tornou um marco na carreira profissional de Floripan, sob
diversos aspectos. A primeira vez em que ouviu falar do evento foi logo que
tomou posse como servidor público do município, em 2004. Daniel é Guarda
Municipal e atua no grupamento de Guarda
Ambiental como guarda-vidas. Na ocasião ele viu o outdoor do
Festival com o anúncio do show de um dos seus ídolos, o guitarrista Mike
Stern, e ficou impressionado. Foi então que sentiu que Rio das Ostras
seria, a partir de então, o lugar onde consolidaria sua vida profissional e
pessoal.  
TRAJETÓRIA – Aos 14 anos
Daniel Floripan começou a se interessar por ser músico, ao
assistir seus pais terem aula de violão em casa. Ele conta que
começou a aprender a arte somente observando-os tocar. Porém, o gosto pelo
violão foi se intensificando e então ele resolveu fazer aulas para acelerar o
processo de aprendizagem. Poucos encontros com o professor particular de violão
foram suficientes para dar a ele segurança para tocar, acompanhando a mãe,
cantora evangélica. Ambos participaram de várias missões, tocando em diversas
igrejas.
Floripan foi se
apaixonando mais por música e se aprofundando nos estudos individuais, embora
também tenha ingressado no Conservatório de Música de Niterói. Por três anos
fez aulas de violão clássico e guitarra avançada com músicos daquela região.
Com 20 anos de idade já estava compondo, inicialmente músicas do
gênero cristão. Em seguida migrou para os estilos que harmonizam com soul,
funk e groove, e começou a tocar em bailes e “bandas de garagem”.
“Às vezes a
letra nasce de um acorde, noutras acontece de eu acordar com a
melodia na cabeça. Então, rapidamente eu faço questão de escrever para não
esquecer. Antigamente era comum gravarmos em toca-fitas”. (risos)
O lançamento do
CD “Vida Boa”, na quinta-feira, 27, no Teatro Popular, conta com patrocínio
master da Academia Ativa Fitness, Centro Educacional de Toledo, Cerveja
Artesanal Cascateira, Chagas Shotokan Karatê, Gago´s Emporium, Hipnoterapeuta
Andreza Kiffer, Padaria e Confeitaria Laticínios, Sagrada Pele e Sindicato dos
Servidores Públicos Municipais de Rio das Ostras – SindServ-RO. O apoio é
da CRM Comunicação Visual, Prefeitura de Rio das Ostras e Fundação Rio das
Ostras de Cultura.
Ingressos
antecipados podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Popular,
na Academia Ativa Fitness, na loja Artmanha ou na ótica Gerson. 
SERVIÇO:
Daniel Floripan
Lançamento do CD “Vida Boa” e Gravação do DVD
27 de junho – Quinta-feira – 20H
Teatro Popular de Rio das Ostras
Avenida Amazonas, S/N – Centro
Classificação Livre
Ingressos antecipados R$20 (Inteira) e R$10 (Meia)

Fonte: Rio das Ostras Jornal

Origem.