Home / Noroeste Fluminense / Prefeitura entrega primeiro Centro Municipal de Educação Integral de Campos, no RJ

Prefeitura entrega primeiro Centro Municipal de Educação Integral de Campos, no RJ


Além do conteúdo básico curricular, também serão oferecidas oficinas culturais, esportivas, curso de língua estrangeira e reforço escolar. Primeiro Cemei foi entregue nesta quinta-feira em Campos
Divulgação/Prefeitura de Campos
A Prefeitura de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, entregou na noite desta quinta-feira (16), no Parque Aurora, o primeiro Centro Municipal de Educação Integral (Cemei) da cidade, um projeto onde os estudantes contam não só com conteúdo básico curricular, mas também com oficinas culturais, esportivas, curso de língua estrangeira e reforço escolar.
Segundo o município, o Cemei é um projeto educacional inspirado na ideia do antropólogo Darcy Ribeiro e o próximo a ser inaugurado será o Francisco Portela, em Tocos.
Até o final do ano, a previsão da Prefeitura é que quatro estejam em funcionamento.
A unidade do Parque Aurora, que e era um Ciep, foi totalmente reformada e novos espaços foram criados, mantendo o projeto arquitetônico original de Oscar Niemeyer.
“Quando pensamos o Cemei, pensamos o que queremos de melhor para nossas crianças. Mais que isso: o que queremos de melhor para nossos próprios filhos. Entendemos a Educação como fundamental em todo processo de transformação, seja na vida de uma cidade, seja na vida de cada cidadão em particular”, disse o prefeito Rafael Diniz (PPS).
De acordo com a Prefeitura, a escola passou por manutenção e pintura geral; trocas de azulejos, portas, janelas; reforma e adaptação de banheiros, para que se tornassem acessíveis; o vestiário foi totalmente reformulado; o refeitório ganhou cara nova; o muro foi alteado; foi montado um novo consultório médico; e novos laboratórios de ciência e informática foram construídos e equipados.
“É uma escola com o objetivo de diminuir a desigualdade de competição entre jovens. O Cemei oferece educação integral em seu sentido pleno. Não se trata de apenas manter o aluno em sala de aula o dia todo, mas sim de oferecer um cardápio de atividades que contemple esse indivíduo em vários aspectos da sua cidadania, através do ensino de idiomas, práticas artísticas e esportivas. Queremos dar aos nossos alunos a possibilidade de alcançar o sonho que quiserem”, ressaltou o secretário de Educação, Brand Arenari.
Segundo o município, os estudantes ficam o dia todo na escola e recebem quatro refeições balanceadas diárias, orientados por nutricionistas.
Em um turno, possuem o conteúdo básico curricular, em outro têm atividades programadas de acordo com o ciclo de aprendizado, sendo fundamental I (1º ao 5º ano) ou II (6º ao 9º).
Veja outras notícias da região no G1 Norte Fluminense.

Fonte: G1 (Noroeste Fluminense)

Origem.