Home / Região dos Lagos / Cães entram em loja com ar condicionado para fugir do calor no RJ; ‘nem eles estavam aguentando’, diz funcionário

Cães entram em loja com ar condicionado para fugir do calor no RJ; ‘nem eles estavam aguentando’, diz funcionário


Caso aconteceu no Centro de Cabo Frio. Termômetros marcavam 31º, segundo o Cptec. Calor em Cabo Frio, RJ, faz com que cachorros entrem em loja para se refrescarem
Quezia Narciso/ Arquivo Pessoal
Quem nunca quis um ar condicionado para fugir do calor? Dois cachorros que circulavam pelas ruas do Centro de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, resolveram se refrescar dentro de uma loja de calçados.
A cena aconteceu na quarta-feira (13). Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), a temperatura na cidade era de 31º.
Segundo Cristiano Neves, funcionário do estabelecimento, os dois cachorrinhos ficaram por ali até o sol começar a baixar.
“O calor estava demais, nem eles estavam aguentando”, disse.
A presença dos animais no local foi parar nas redes sociais e já teve mais de 1.400 curtidas, 450 comentários e 862 compartilhamentos. O flagrante foi feito por Quezia Narciso, que estava passando pela rua.
“Eu fiquei impressionada quando vi aquela cena. Eram dois cachorros de rua na loja, um em direção ao ar e outro dentro do estabelecimento encostado na vitrine de calçados, onde havia clientes escolhendo”, contou.
Temperatura chegou aos 31ºC na quarta-feira (13) em Cabo Frio, no RJ
Quezia Narciso/ Arquivo Pessoal
Ainda de acordo com o funcionário da loja, os clientes ficaram admirados com a presença dos animais e agradeceram pelo gesto.
“É um ato de amor, seja com os bichinhos ou com os seres humano também. É o que falta no mundo”, disse Cristiano.
Gesto impressionou os clientes de uma loja em Cabo Frio, no RJ
Quezia Narciso/ Arquivo Pessoal
Quezia revelou que fez questão de passar novamente pelo local só para ver se os animais ainda estavam lá, não resistiu e acabou registrando a cena.
“Foi uma atitude ousada e, ao mesmo tempo, de amor aos animais. Para eles (funcionários da loja), não havia problema algum eles estarem ali, mesmo sendo de rua. Gestos assim nos mostram que nem está tudo perdido. Ainda existem pessoas de bem na nossa sociedade”, disse.
No dia seguinte, um outro cachorro também entrou na loja para fugir do calor.
“Veio um diferente, acho que eles avisaram que aqui era fresquinho”, brincou Cristiano.
Veja outras notícias no G1 da Região dos Lagos.
*Sob supervisão de Juliana Scarini.

Fonte: G1 (Região dos Lagos)

Origem.