Home / Região dos Lagos / Operação flagra ex-atleta dando aulas de futvôlei em Rio das Ostras, no RJ

Operação flagra ex-atleta dando aulas de futvôlei em Rio das Ostras, no RJ

Fiscais do Cref informaram que o homem não tinha formação em Educação Física. A Operação ‘Bola de Fogo’ também encontrou outras irregularidades. Um ex-atleta de futevôlei foi flagrado nesta quarta-feira (13) dando aulas da modalidade para 10 pessoas, entre adolescentes e adultos, em uma escolinha na Praia do Bosque, em Rio das Ostras, no interior do Rio.
A ação feita pelo Conselho Regional de Educação Física (Cref) também encontrou outras irregularidades.
A operação “Bola de Fogo”, realizada em cidades do interior do Rio, começou na segunda (11) e vai até sexta-feira (15). O objetivo é garantir a segurança dos praticantes de atividades físicas e alunos de academias.
De acordo com o Cref, o homem não tem nenhuma formação, nem registro da atividade do conselho.
Durante a fiscalização, também foi flagrado um profissional atuando fora de habilitação, ou seja, não tinha permissão para atuar com orientação esportiva em academias, clubes e similares por ter formação apenas em licenciatura.
O conselho flagrou ainda três profissionais que não tinham habilitação em Suporte Básico de Vida. O curso deve ser feito regularmente por quem atua na orientação e acompanhamento de atividades físicas.
Na ação, os fiscais encontraram ainda um estabelecimento que não tinha CNPJ inscrito e dois estabelecimentos sem o registro de responsável técnico junto ao conselho.
As empresas têm o prazo de 15 dias para apresentar defesa, que pode ser o próprio registro ou uma justificativa pela ausência do documento.
De acordo com o Cref, em 2018 foram registrados no estado do Rio de Janeiro 334 casos de exercício ilegal da profissão, sendo 20 na Região dos Lagos, e 21 no Norte e Noroeste Fluminense.
Como denunciar irregularidades
Segundo o Cref, para saber se os profissionais são registrados, basta solicitar a cédula profissional e conferir os dados na consulta pública disponível no site do Conselho. A pesquisa também pode ser feita pelo nome completo ou CPF.
Caso seja constatada a prática ilegal da profissão, o consumidor pode acessar o portal do Cref para denunciar. No sistema é possível anexar fotos e vídeos da atividade, assim como detalhes de horário, dia da semana e nome do estabelecimento.
As fiscalizações de possíveis práticas de exercício ilegal são averiguadas através das denúncias que chegam ao Conselho, por isso, o Cref destaca a importância da sociedade em contribuir para a coibir as irregularidades.
Veja outras notícias da região no G1 Região dos Lagos.

Fonte: G1 (Região dos Lagos)

Origem.