Home / Região dos Lagos / Cabo da PM morto durante confronto em Macaé é enterrado em Itaperuna

Cabo da PM morto durante confronto em Macaé é enterrado em Itaperuna

Corpo de
José Renê Araújo Barros, de 35 anos, foi velado em uma igreja evangélica no
Centro da cidade. Enterro aconteceu por volta das 13h30 no cemitério Vale das
Orquídeas.
O corpo do cabo
José Renê Araújo Barros, que era lotado no batalhão da PM de Macaé, foi
enterrado na tarde desta quarta-feira (10), por volta das 13h30, no cemitério
Vale das Orquídeas, em Itaperuna, no Noroeste Fluminense. Durante a manhã, o
corpo foi velado em uma igreja evangélica no Centro da cidade.
policial,
de 35 anos, morreu após ser atingido na cabeça 
durante o confronto
entre PMs e criminosos
 nesta terça (9) no bairro Lagomar, em
Macaé.
O Disque
Denúncia divulgou um cartaz oferecendo R$ 5 mil de recompensa para quem tiver
informações que ajudem a esclarecer a morte do policial, que deixou mulher e
três filhos.
Nesta
terça-feira (9), além do PM morto, o confronto no bairro Lagomar deixou um
suspeito de tráfico morto e outros cinco suspeitos baleados.Em
entrevista coletiva
, na manhã desta quarta, autoridades informaram que
os feridos foram encaminhados para o Hospital Público de Macaé (HPM), estando
um em estado grave.
Além da
atualização do número de mortos e baleados, a Prefeitura informou que, no
total, foram três ônibus incendiados e duas tentativas.
Velório do
PM morto em Macaé é realizado em uma igreja
evangélica
no Centro de Itaperuna, no Noroeste Fluminense
(Foto:
Letícia Antunes/Inter TV)
Por questões de
segurança, o transporte público foi suspenso na tarde de terça mas
os ônibus voltaram a circular nesta quarta em Macaé.
onda
de violência começou depois que a polícia foi recebida a tiros
 
durante
uma operação contra o tráfico de drogas no Lagomar, no Centro e no bairro
Aroeira.
Segundo o
comando do 32º Batalhão de Polícia Militar de Macaé, a cidade recebeu reforços
dos batalhões de Campos dos Goytacazes, Itaperuna e Santo Antônio de Pádua,
além de dois helicópteros.
Disque Denúncia
divulgou um cartaz oferecendo R$ 5 mil de recompensa para quem tiver
informações que ajudem a esclarecer a morte do policial (Foto:
Divulgação/Disque Denúncia)

Por Juan Andrade, Norte Fluminense

Fonte: Rio das Ostras Jornal

Origem.