Home / Noroeste Fluminense / Moradores de Três Vendas fecham a BR-356 e protestam contra falta de ônibus

Moradores de Três Vendas fecham a BR-356 e protestam contra falta de ônibus

Uma manifestação começou na manhã desta segunda-feira (4), por volta das 9h, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. Moradores de Três Vendas fecharam os dois sentidos do km 120 da BR-356 para protestar contra a falta de transporte público. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, 120 pessoas participaram do protesto até o início da tarde.
Os manifestantes colocaram fogo em pneus e galhos de árvores na rodovia porque estão há quase duas semanas sem ônibus. A PRF informou que um congestionamento de seis quilômetros se formou nos dois sentidos da pista. Os moradores disseram que a falta de ônibus prejudica o dia a dia deles, que dependem do transporte público para ir ao trabalho, à escola ou ao hospital. As atividades da empresa Rogil estão paralisadas porque os funcionários alegam que estão sem receber os salários.
Alguns manifestantes afirmaram que outra empresa de ônibus estava cobrando tarifas mais caras para fazer o trajeto até Campos. Por meio de nota, a empresa Brasil disse que essa denúncia não procede, pois as tarifas são fixadas pelo Detro e não podem ser mudadas aleatoriamente. A empresa disponibilizou também mais dois horários para atender os moradores de Três Vendas que estão sofrendo com a greve dos funcionários da Rogil.
Após cerca de cinco horas de protesto, um representante do Instituto Municipal de Transportes (IMTT) de Campos foi até o local para conversar com os moradores. A proposta era de levar três representantes para conversar com o presidente do órgão, Renato Siqueira. Os manifestantes não aceitaram a proposta, segundo o IMTT.

Em nota, a Prefeitura de Campos disse que “o presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), Renato Siqueira, informa que o órgão continua cobrando, no mínimo, a retomada de 30% da frota da Rogil [empresa de ônibus]”. O município disse ainda que está fazendo solicitações a outros consórcios para cobertura de algumas linhas do interior da cidade e que os bairros da área urbana são atendidos por vans legalizadas.
A Prefeitura também informou que algumas linhas na região de Dores de Macabu, Serrinha, Ibitioca, Caxeta e Pernambuca não foram afetadas. A nota informa ainda que medidas também serão tomadas junto à Procuradoria Geral do Município e à Secretaria da Transparência e Controle.
Foto: Folha da Manha

Fonte: Cardoso Moreira News

Origem.