Home / Minas Gerais / Suspeito da morte de Isabella Costa Melido é detido em Palma e levado para Delegacia Regional de Muriaé

Suspeito da morte de Isabella Costa Melido é detido em Palma e levado para Delegacia Regional de Muriaé

Cerca de 72 horas após Isabela Costa Melido, de 32 anos, ter sido encontrada morta na zona rural de Palma (cerca de 70km de Muriaé), com sinais de estrangulamento, a Polícia Civil (PC) capturou o principal suspeito do crime, que é ex-marido da vítima. O homem, que trabalho como agente socioeducativo no estado do Rio de Janeiro, foi apresentado na sede da 4ª Delegacia Regional da PC (4ª DRPC), em Muriaé, na tarde desta sexta-feira (11), horas após sua prisão, e nega o crime.

Em coletiva de imprensa o titular da delegacia de Palma, delegado Rodrigo Nogueira Tavares, explicou que o suspeito reside na cidade de Santo Antonio de Pádua-RJ, com a atual esposa, e que há alguns meses reatou um relacionamento com a ex-mulher, e que segundo testemunhas, Isabela “voltou” pra ele visando se aproximar da filha do casal, que está sob a guarda do acusado.

A equipe de Palma contou com apoio da Agência de Inteligência da 4ª DRPC, coordenada pelo delegado Tayrony Spíndola, e a prisão do suspeito se deu na tarde de hoje (11) em Palma.

 

 

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({
google_ad_client: “ca-pub-6124416797542253”,
enable_page_level_ads: true
});

De acordo com Rodrigo Tavares, na noite do crime o suspeito foi visto em Palma, e na manhã do dia seguinte, quando o corpo foi encontrado, havia junto ao cadáver um óculos muito semelhante ao que o acusado usava na noite anterior. Ele detalhou também que apreendeu o carro do agente e que no interior do veículo forma recolhidos fios de cabelos loiros – mesma cor dos cabelos de Isabela -, bem como uma “buchinha de cabelo”, reconhecida por uma irmã da vítima como sendo de Isabela.

O delegado relatou ainda que a PC obteve informações de que durante uma “briga muito feia” entre o casal, dias antes do assassinato, o agente teria feito supostas ameaças contra a vítima, e acredita que o motivo do crime esteja ligado a desavenças por questões relacionadas a filha.

A prisão do suspeito é temporária, pelo prazo inicial de 30 dias, por se tratar de crime hediondo. Por questão de segurança, em função de sua profissão, ele não pode ficar preso junto com outros suspeitos, e o local onde ficará custodiado ainda não foi definido.

Delegado fala sobre prisão de homem suspeito de estrangular ex-mulher em Palma

LEIA TAMBÉM:

EX-COMPANHEIRO DE ISABELLA COSTA MELIDO NEGA SER AUTOR DA MORTE DA JOVEM EM PALMA

JOVEM É ENCONTRADA MORTA EM ESTRADA DE PALMA EM MINAS GERAIS

(*) Com informações da Rádio Murié COM eDIÇÃO DE rÁDIO iTAPERUNA gOSPEL fm

Compartilhe esta notícia com um amigo

Fonte: Radio Itaperuna FM

Origem.